O conceito intestino preso (que também é conhecido como intestino preguiçoso, prisão de ventre, constipação, etc) tende a ser subjetivo, mas usualmente inclui: fezes endurecidas, esforço para evacuar, diminuição no número de evacuações habituais e sensação de eliminação incompleta das fezes. As causas mais comuns em indivíduos saudáveis incluem a ausência de resposta ao estímulo de defecar, ausência de fibras na dieta, ingestão insuficiente de líquidos, inatividade física e uso crônico de laxantes.

Saiba mais sobre fibras alimentares

A tensão nervosa, a ansiedade e uso de alguns medicamentos podem agravar o quadro. Porém, a constipação crônica pode resultar de uma variedade de distúrbios orgânicos e um médico deve ser consultado.

Este é um quadro que atinge de dois a 28% da população em países ocidentais. A vida moderna, os “fast-foods” e a falta de horários regulares para as refeições contribuem para esta condição. Uma a cada 200 mulheres jovens sofrem deste problema e apresentam uma piora do quadro nos períodos pré-menstruais (hormônios sexuais atingem níveis altos) e durante a gravidez (compressão do intestino pelo útero).

As dietas pobres em fibras resultam em um tempo de trânsito intestinal prolongado, permitindo uma maior absorção de água e a formação de fezes duras. As fibras alimentares são consideradas alimentos funcionais, pois apresentam benefícios para manutenção da saúde e prevenção de doenças. A utilização delas no quadro de intestino preso é de grande valia e elas apresentam grande vantagem em relação aos medicamentos, pois não viciam a mucosa intestinal e não apresentam efeitos colaterais. Porém, as fibras só têm efeito laxativo se houver grande consumo de líquidos ao decorrer do dia.

Alguns alimentos ricos em fibras são: farelos integrais, cereais integrais, grãos (trigo, aveia, milho), produtos integrais em geral, frutas e suco de frutas (exceto: maçã, goiaba e banana-maçã), verduras cruas e cozidas.

Algumas dicas para prevenir o intestino preso:

nunca ignorar o estímulo de defecar;
manter um horário para ir ao banheiro;
tomar café-da-manhã rico em fibras (granola, aveia, cereais);
realizar as refeições em horários regulares;
aumentar ingestão de fibras;
consumir 2 litros ou mais de líquidos por dia;
praticar atividade física.

Suco laxativo - Segue abaixo a receita de um suco laxativo que pode ajudar bastante, devido seu alto teor de fibras:

Ingredientes:

2 colheres de sopa de mamão picado
1 colher de sobremesa de ameixa preta
1 colher de sopa de farelo de trigo
1 copo americano de suco de laranja

Preparo: misture tudo e bata no liquidificador.





0 comentários:

Postar um comentário